Frutas » Naturais Limão Siciliano

Os Benefícios do Limão Siciliano

[Limão Siciliano]
Fonte: Vaso e CIA

O limão é um dos remédios caseiros mais úteis e recorridos que se tem. A tradicional bebida de limão com mel pode ser aromatizada com gengibre e alho para fazer uma infusão potente contra constipações, gripes, tosse e distúrbios digestivos, além de melhorar a resistência às infeções.

Também conhecido como limão-galego, limão, limão-verdadeiro, suas folhas são perenes, verdes e brilhantes; suas flores são róseas na parte externas e brancas internamente. Reproduz-se por estacas de galhos, em solo arenoso e bem adubado, de preferência em regiões de clima quente ou temperado. Para a utilização da casca, deve-se retirar apenas a parte mais externa, desprezando a parte que é esbranquiçada ou amarelada.

Partes Utilizadas: Folhas e frutos.

Modo de conservar: As folhas e as cascas dos frutos podem ser secas ao ar livre e guardadas, em separado, em sacos de papel, longe da luz solar e da umidade. O suco do fruto deve ser utilizado fresco.

Propriedades: Sedativo, antiespasmódico, sudorífico, vermífugo, antiescorbútico, alcalinizante, depurativo e tônico digestivo.

Desintoxicação: O sumo, tomado como bebida depurativa, rica em vitamina C, estimula o metabolismo hepático e a desintoxicação. O sumo diluído de um limão acabado de espremer é excelente antes do pequeno-almoço. É eficaz enquanto em aftas, gengivite e garganta inflamada. Também estimula o apetite, auxilia a digestão e melhora a absorção de ferro. A sua ação sobre o fígado ajuda a reduzir reações alérgicas e promove a eliminação de produtos residuais. Evite beber o sumo puro, pois é extremamente ácido E pode dissolver o esmalte dos dentes. Escove os dentes depois de beber sumo de limão.

Distúrbios de fungos: As sementes do limão são antissépticas e podem ser mastigadas ou tomadas esmagadas para tratar candidíase e outros problemas fúngicos. A casca e a parte branca têm níveis elevados de óleo essencial, o que torna os extratos preciosos para muitos problemas de saúde crônicos, incluindo distúrbios de circulação, tais como arteriosclerose, varizes e má circulação periférica.

Princípios Ativos: Pectina, limonina, felandrina e hidrocarbonetos terpênicos, dentre outros.

Contraindicações/cuidados: aplicado externamente, não se deve expôr a pele ao sol, pois queima e provoca manchas escuras; a aromaterapia com óleo de limão é contraindicada para diabéticos e desaconselhada para quem tem pressão baixa. Em doses elevadas é convulsivo, provoca tremores, delírio e vertigens. Na aromaterapia, o óleo essencial de limão usado em altas doses, por longos períodos de tempo, pode causar hipertensão arterial.

O produto Limão Siciliano

Não possui seus valores informados na tabela nutricional da TACO.